» Batman – O Cavaleiro das Trevas


Gênero: Aventura
Diretor(es): Christopher Nolan.
Roteiristas: Jhonathan Nolan e Christopher Nolan.
Ano de Lançamento: 2008.
Elenco: Christian Bale, Heath Ledger, Aaron Eckhart, Michael Caine, Maggie Gyllenhaal, Gary Oldman, Morgan Freeman.
Duração: 142 minutos.
Trailer: Clique Aqui!

Nem sempre os filmes que tem continuação, após um grande sucesso, conseguem atingir o mesmo sucesso que o primeiro. São bons, mas não tão bons quanto o êxtase que os pioneiros conseguem e isso é fato. Acredito que Batman – O Cavaleiro das Trevas veio pra entrar na lista dos poucos que tiveram uma continuação até mais importante e mais empolgante do que o primeiro filme. Isso aconteceu, talvez, devido ao grande marketing que o filme teve ou então pelo inesperado falecimento do ator Heath Ledger (Não Estou Lá). O fato é que Batman está batendo as bilheterias e a questão fica no ar: merece tudo isso, ou talvez seja demais?

Acredito que a resposta é: não. Batman merece tudo que está ao seu redor nesses dias de estréia e vou dizer o que seja a justificativa pra isso: há uma mistura fantástica de um roteiro que surpreende a cada minuto e que, portanto, envolve o espectador com as ações do filme, há também atuações magníficas que nos permite a consistência de uma ficção que pode beirar a realidade e também montagens e fotografias que nos fazem enxergar mais ainda aquilo que sabemos que não acontece na vida real, mas que no filme é possível e que lá também é a vida real.

A história parece ser a mesma do vilão que quer destruir a cidade e do herói que sempre a salva. Mas ela se mostra bem mais engenhosa do que fato parecia ser. Uma frase do Coringa, interpretado de forma extremamente brilhante por Ledger, me chamou bastante atenção quando proferida: “Eu sou um agente do caos”. E o todo o filme mostra o quão possível esse personagem é e o quanto ele sabe brincar com esse caos instalado. Por isso que a história não é tão clichê e consegue deixar-nos impressionados. Quando se pensa que acabou surgem mais fatos que enveredam o espectador por um novo caminho e ao mesmo tempo o deixa feliz por aquele filme não ter acabado ainda.

Pra mim todos tiveram participações que fizeram valer o propósito do filme. Christian Bale (Não Estou Lá) está bem no papel, talvez nada extraordinário mas cumpre bem o que lhe é determinado no papel do homem-morcego. Ledger nem precisa falar, acredito que esse seja um dos nomes muito prováveis ao Oscar 2009 de Melhor Ator Coadjuvante e não é porque morreu, mas sim porque fez por merecer, sua dedicação talvez até tenha levado a sua morte, mesmo que acidental. Michael Caine (Um Jogo de Vida ou Morte), Morgan Freeman (A Volta do Todo Poderoso) e Gary Oldman (Harry Potter e a Ordem da Fênix) deram um apimentada a mais a trama, porém cada um ao seu jeito. Caine sempre alfinetando de forma benéfica Brune Wayne, Freeman com sua calma e paciência agindo junto com o Batman e Oldman sempre ativo quando o assunto é prender os cirminosos.

Talvez bem mais do que prometer somente ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, Batman – O Cavaleiro das Trevas deve valer mais a algumas possíveis estatuetas. Quem sabe a de Melhor Diretor, Maquiagem e/ou Montagem. Não sou o cara mais indicado pra dizer o que pode ou não ser indicação, mas achei competente com relação a esse quesito e não ficaria surpreso se estivessem inclusos. Gostei muito desse, atingiu completamente às minhas expectativas, sem qualquer decepção e nem medo de errar, cinco estrelas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: