» O Sonho de Cassandra

tresemeia
Título Original: Cassandra’s Dream
Gênero: Drama
Diretor(es): Woody Allen.
Roteiristas: Woody Allen.
Ano de Lançamento: 2007.
Elenco: Ewan McGregor, Colin Farrell, Peter-Hugo Daly, John Benfield, Clare Higgins, Ashley Madekwe, Andrew Howard.
Duração: 108 minutos.
Trailer: Clique Aqui!

Às vezes quando tenho algumas dúvidas sobre um determinado filme e quero confirmar meus pensamentos acerca daquele longa, vou atrás de blogs amigos ou até mesmo dos textos de Pablo Villaça para poder ter um fixação melhor das idéias. Percebi que todos, mas todos mesmo, sem quaisquer exceções, começam seus textos falando do filme X ou Y que viram de Allen. Fui fazer uma reflexão e quando me toquei, vi que não tinha visto qualquer filme dele, e que de uma maneira ou de outra, isso soa meio absurdo, por isso, inclusive, não tenho uma posição formada a respeito de seus trabalhos. Mas enfim, vamos ao que interessa.

Ian (Ewan McGregor – Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas) e Terry (Colin Farrell – Miami Vice) são dois irmãos londrinos que, cansados da vida, decidem comprar um barco mesmo que sem muito dinheiro e o chamam de “O Sonho de Cassandra“. Terry é um mecânico de carros e viciado em jogos que volta e meia está endividado. Ian é um administrador do restaurante do pai, mas sonha com negócios mais grandiosos que um simples espaço gourmet. O tio Howard (Tom Wilkinson – Conduta de Risco) é um magnata do mundo médico e auxilia financeiramente a família em tempo de crise. Eles pretendem pedir um dinheiro ao tio que chegou a Londres, mas descobrem que pra conseguir tal dinheiro terão que fazer lago em troca, não muito agradável.

Pois bem. Comecei a assistir tal filme e percebi que ele se mostra um tanto diferente porque se fundamenta basicamente em diálogos e debates, o que pra muitos pode ser entediante, mas para mim, naquele momento mostrou que era interessante e era um propósito diferente. É uma trama que vai se perfazendo aos poucos, vai prendendo o espectador de pouco a pouco, sem muita preocupação de que ele vá gostar ou não das cenas que seguem. Há, na verdade, mais pontos positivos do que negativos que envolvem o filme. Ewan mostra-se sempre capaz de formar uma boa atuação, o que é fundamental para um filme como esse. Ao seu lado encontra-se Colin que, concordando com muitos colegas, é um ator que na maioria dos papéis deixa a desejar mas que nesse conseguiu se sair bem, talvez até o melhor que já tenha visto com ele.

Não há como não falar de Tom Wilkinson que apesar de seu papel ter pouca aparição no filme, tem uma expressão importante e o ator passa isso de forma magistral, como o fez em Conduta de Risco. Ultimamente, sempre tenho observado a respeito da Trilha Sonora que é algo que pra mim tem importante participação na composição de um filme, e Philip Glass (O Ilusionista) captou a essência e fez uma trilha excelente. Porém, o que pra mim, fez o filme perder um pouco do seu brilho, foi o final que achei que se perdeu. Um final que podia ser mais brilhante e surpreendente. Porém, irei usar o que Otávio do Hollywoodiano disse: “prefiro acreditar que alguém atrapalhou as filmagens e deu um basta, obrigando o diretor a terminar o filme daquele jeito“. O negócio é assistir pra tirar suas próprias conclusões ou entrar para o clube do meio-termo.

Anúncios

13 Respostas

  1. Adoro “O Sonho de Cassanda”, inclusive seu desfecho – e para mim tem muito a ver com o cinema do Allen, inclusive na proposta que ele desenvolveu durante toda a fita.

  2. Vinicius,

    O desfecho é interessante mas é apressado. É bom, porque foge ao lugar-comum. Vale a pena sim!

    abraços!

  3. Robson, não estamos copncordando muito ultimamente, hahahahahahahahahaha. Mas isso é normal.

    Achei o filme regular. A nota foi entre 6,5/7,0 e não está entre os melhores de Allen, de fato. A quantidade de metáforas e uma certa complexidade inserida, destoaram do estilo de Woody e o fizeram se perder um pouco. Entretanto, aquele elenco é espetacular e, particularmente, fiquei chocado com a bela atuação de Colin!

    Boa semana!

  4. Kau,

    Nada mesmo. Sempre há divergências, mas é ótimo isso visto que as idéias sempre fazem esquentar uma observação que pra um é bem relevante e pra outro nem fez tanto sentido! Essa é a magia da blogosfera cinéfila!

    abraços!

  5. Ainda não assisti, mas andei lendo opiniões divididas sobre a qualidade do filme.

    Abraço

  6. Hugo,

    Pra você vê, os dois comentários acima demonstram bem isso. Vinicius adorou e Kau não… é a vida! Isso é ótimo!

    Abraços!

  7. Ainda não assisti “O Sonho de Cassandra”, Robson, mas tenho curiosidade porque falam muito a respeito das semelhanças entre este filme e “Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto”. E, como adorei o longa do Lumet, espero gostar da obra do Woody Allen.

    PS: Sou uma fã do Philip Glass. Ele é meu compositor de trilhas sonoras favorito.

  8. Gostei muito do trabalho do Woody Allen aqui. Ainda prefiro Match Point, mas esse também é bem legal, depois da chatice que foi Scoop! Estou ansioso por Vicky Christina Barcelona!

    E sobre o final eu achei satisfatório, foi um pouco apressado mesmo, mas nao achei que comprometeu.

  9. Agora você pode dizer é um cinéfilo!

  10. Vi poucos filmes de Allen também, e esse, apesar do bom elenco e da presença de um compositor admirável, não parece tão interessante quanto seu novo, VICKY CHRISTINA BARCELONA…

    Cumps.

  11. Kamila,

    Eu me lembrei bastante do longa de Lumet, apesar de não ter gostado deste. Achei que ele é bem semelhante, porém melhor. A trilha é ótimo mesmo.

    Marcel,

    como percebeu ainda não vi qualquer outro filme de Allen, absurdo né? Quando to fim é apressado, mas num deixa de ser bom e enigmático, sei lá.

    Pedro,

    Não não… mas to pertom já vi O Poderoso Chefão I… quero dicas!

    Gustavo,

    Senti mais vontade de ver esse filme do que Vicky, mas assimq ue estrear aqui devo conferir, boas notícias não faltam…

    Abraços!

  12. Eu tenho esse filme em casa … mas quem disse que eu vi?
    É esse e Na Mira do Chefe … tenho a tempos mas algo me barra … eu acho que é o Colin Farrell … eheheh
    Abraços

  13. JP,

    Tinha certo receio também. Porém colin impressiona… mostra que el ainda tem jeito! Tá mostrando porque veio…

    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: