» Ao Entardecer

(Nota: 8,0)
Título Original: Evening
Gênero: Drama
Diretor(es): Lajos Koltai
Roteiristas: Susan Minot e Michael Cunningham, baseado em livro de Susan Minot
Ano de Lançamento: 2007.
Elenco: Claire Danes, Toni Collette, Vanessa Redgrave, Patrick Wilson,  Natasha Richardson.
Duração: 117 minutos.
Trailer: Clique Aqui!

Coincidências existem, mesmo que nem sempre partilhem de algo bom, mas existem. No dia em que tive a oportunidade de conferir este filme em DVD emprestado de minha prima, foi o fatídico dia em que a atriz Natasha Richardson esquiava com marido e filhos nos EUA e sofreu uma queda batendo a cabeça, fato que posteriormente a levaria a morte. É curioso porque esse filme tem laços fortes de família entre os que nele atuam e ela acaba por deixar uma boa atuação e um filme interessante com o seu derradeiro trabalho.

Dois tempos se passam neste filme. A idosa Ann Lord (Vanessa Redgrave – Desejo e Reparação) decide revelar as suas duas filhas Constance (Natasha Richardson – A Condessa Branca) e Nina (Toni Collette – O Sexto Sentido) que um dia amou um homem chamado Harris (Patrick Wilson – Watchmen – O Filme). Paralelamente ao tempo presente, nos é mostrado a história no tempo em que aconteceu a tal paixão. Uma jovem Ann Grant (Claire Danes – Stardust – O Mistério da Estrela) que vai ao casamento da melhor amiga Lila (Mamie Gummer – O Vigarista do Ano) e que lá conhece Harris Arden.

Quando digo sobre os fortes laços familiares desse filme é no tocante ao próprio elenco que nos é apresentado. Curiosidades que são interessantes serem comentados. Meryl Streep (Dúvida) faz uma pequena e fantástica ponta no longa, porém seu papel no tempo passado é bem mais ‘presente’ e é interpretado, também de maneira interessante, pela sua filha na vida real Mamie Gummer. Além disso, Natasha interpreta neste longa o papel de filha de sua real mãe, Vanessa Redgrave. Curiosidades a parte, o que se vê um filme maduro e que nos mostra com irreverência, mas também seriedade uma história de amor que não se concretizou no tempo.

Baseado em um livro de Susan Minot, Ao Entardecer atinge suas expectativas quando o assunto é a paixão. Mostra-nos a intensidade desta e também no que uma paixão frustrada pode ocasionar, desde vidas mal sucedidas à morte. É interessante perceber que quando é deixada de lado a questão técnica, é possível, perfeitamente, compreender o propósito e a mensagem que esse filme nos passa. Ah! E também entender o porquê que Streep é tão aclamada, já que em alguns minutos de filmes mostra sua simplicidade, porém maestria de atuação.

12 Respostas

  1. “Ao Entardecer” é um daqueles filmes que é bom, mas poderia ser bem melhor. O que ficou comigo, após a sessão do longa, foi o belíssimo visual do filme e a linda atuação do Hugh Dancy.

  2. Concordo com a Ka. O filme é bom mas tinha tudo, tudo mesmo, para ser inesquecível. Para mim, vale pelo elenco e pela reunião pela primeiria vez das duas melhores atrizes vivas, Meryl e Vanessa, numa cena curta mas emocionante. E também pela participação da recém-falecida Natasha, contracenando com a mãe pela última vez no cinema.
    Abraço!

  3. finalmente alguém que divide a mesma opinião comigo a respeito de “Ao Entardecer”. É um belíssimo filme, com boas atuações e tal, além de um lirismo implícito e muito drama. Pena que as pessoas esperassem uma adaptação à lá “As Horas”, este sim uma obra-de-arte. E isto não ocorreu, apesar de Michael Cunningham ter escrito os dois livros.
    Nota: 7,5
    Abraço!

  4. Kamila,

    Achei que ele cumpriu seu papel, talvez por não esperar tanto.

    Louis,

    Vale pelo elenco como um todo, não esse ou aquele que você aponte como uma má interpretação, o que é ótimo!

    Weiner,

    É um filme belo e que cumpre com o seu papel. Não conferi As Horas, mas irei atrás, em breve!

    Abraços!

  5. Robson, concordo com você em relação a “Ao Entardecer”. È um filme que não esperava nada ao assisti-lo e acabei ficando muito satisfeita. E o visual é um deleite para os olhos, rsrsrs.

    Beijos! 😉

  6. Gostei bastante desse filme, uma vez que ele já é um romance batido e um pouco repetitivo ! Grande Elenco!

  7. CARA, VI O TRAILER DESSE FILME E FIQUEI MUITO CURIOSO, ACHO QUE SERÁ BASTANTE AGRADÁVEL AOS MEUS OLHOS.

    ABRAÇOS

  8. Mayara,

    Esqueci do visual… é realmente fantástico, as locações são as melhores impossível!

    Cleber,

    De fato, um pouco batido, mas não achei cansativo! E o elenco é fenomenal mesmo.

    Brenno,

    Veja Brenno, irá gostar bastante!

    Abraços!

  9. Sendo fã de bons dramas e boas atrizes, esse filme é convidativo.
    Deve ter sido um dos últimos trabalhos de Natascha, não?

    Cumps.

  10. Gustavo,

    Esse é o último filme em que Natacha fez, inclusive o último junto com sua mãe!

    Abraço!

  11. Ah, você também escreveu sobre a obra! Legal!
    Bom, acho que concordamos bastante sobre o filme. Contudo, eu não dou uma nota tão alta. Um 7.0 está mais do que bom. Poderia até ser menos. Rsrs!

    Abs!

  12. Achei esse filme bem fraco e meio clichê. Tem algumas boas atuações, mas os pontos positivos são poucos… As Horas é – um pouco – melhor.

    Abraços!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: