» A Mulher Invisível

(Nota: 7,0)
Título Original: A Mulher Invisível
Gênero: Comédia
Diretor(es): Cláudio Torres
Roteiristas: Cláudio Torres
Ano de Lançamento: 2008.
Elenco: Selton Mello, Luana Piovani, Vladimir Brichta, Maria Manoella, Fernanda Torres, Paulo Betti, Maria Luisa Mendonça, Lúcio Mauro.
Duração: 105 minutos.

Creio que quem ama cinema deve gostar de todas as suas versões de todas as formas e de todas as produções, talvez não necessariamente gostar, mas ao menos dar a chance de ser conferido. Digo isso porque tenho diversos amigos e conhecidos que taxam logo o nosso cinema de ruim e que não vale a pena pagar um ingresso para conferi-lo na maioria das vezes. Fato que não é verdade e que ultimamente vem mudando bastante, inclusive tenho observado que ao menos uma das sessões toda semana é de um filme brasileiro.

Pedro (Selton Mello – Meu Nome Não é Johnny) é um homem extremamente apaixonado e vive para o seu casamento, no entanto a sua mulher acaba deixando-o por outro. Após uma forte confusão e depressão em função desse amor, Pedro conhece Amanda (Luana Piovani – Zuzu Angel) que mostra ser a mulher ideal, aquela que ele sempre sonhou e sempre desejou. Ele começa a curtir o seu amor por ela e sai à rua com sua amada, no entanto, ela não existe, é invisível, e o faz pagar múltiplos ‘micos’ por andar sozinho na rua comportando-se como se tivesse acompanhado.

Comédia é de longe um dos gêneros que eu menos vejo. Apesar de no cotidiano ser um tanto ‘besta’ para rir, com os filmes esse efeito não surte muito. São poucos aqueles que me agradam verdadeiramente. O cinema tupiniquim sempre teve uma queda pela comédia, mas, infelizmente, nem todas são dignas de uma boa risada. Existem os extremos como O Auto da Compadecida e os fraquíssimos Ó Pai ó, porém sabe-se que isso ocorre em qualquer gênero e também em qualquer país.

Com A Mulher Invisível não há nem um nem outro, não é extremo nem é fraquíssimo, encontra-se, na verdade, na linha divisora desses dois modos, é um filme que se pode dizer que está na média, nem pra mais nem pra menos. Existem grandes atuações que podemos exaltar como a de Selton que sempre nos mostra um papel bem correspondente ao roteiro apresentado e uma deleitável Luana Piovani que surpreende depois de certo tempo longe das telonas. Nunca pude conferir um filme anterior de Cláudio Torres (Redentor), mas percebi que ele sabe dirigir bem, pelo menos neste caso.

O fato é que algumas coisas desandaram um pouco e por isso a perda de ponto a meu ver. O roteiro é bom e bem original, fato que é o atrativo do filme, porém ele se perde um pouco do meio para o fim do filme e se torna fadigoso e até previsível. A montagem também pode não ter sido uma grande auxiliar no produto final. O que ressalto é a boa trilha sonora que muda um pouco e se mostra mais americanizada do que nunca, é claro que ela é boa, entretanto como um grande defensor da música brasileira, creio que temos grandes músicas tão divertidas e melódicas quanto as que foram postas no filme. Enfim, este é dos filmes que é melhor você conferir pra ter uma idéia, não é daqueles ame-o ou deixe-o.

Anúncios

12 Respostas

  1. Todas as opiniões que vi em relação ao filme foram de medianas a moderadas (seu caso), o que me leva a crer que não se trata de um grande filme, apesar do resultado divertido. De qualquer maneira, é bom ver o cinema nacional abordando temas mais “comerciais”.

  2. Roteiro confuso, clichê, machista, previsível e monótono. Diálogos rasos. Boas atuações. Selton Mello é o Jim Carrey brasileiro. As canções de Ramones dão um toque a mais. As locações são ínfimas. A edição prejudicou muito o fime. A viagem do diretor é imensa. E a produção acompanhou-o, negativamente falando. O que salva é a boa pitada da graça de Mello e o ator de bigode. O desfecho encerra um filme que, na minha opinião, não devia ter sido feito.

    SORO: trilha sonora; atuações.

    VENENO: roteiro; direção; erros de continuidade; locações; fotografia; figurino; figurino; edição.

    NOTA (0 a 5): 3
    ***

  3. FIZ QUE IA ASSISTIR, MAS ACABEI NÃO VENDO… QUEM SABE EM DVD

  4. Vinicius,

    É bem mediano mesmo…

    Anderson,

    Pra quem apontou tantos e tantos defeitos essa nota é entra em uníssono com a opinião apresentada.

    Brenno,

    Não perde muito esperando!

    Abraços!

  5. Oi, Rob! =D
    Redentor é bem legal, cara, assista.
    Para mim é fato: quem não gosta de cinema nacional, não o conhece e anda assistindo os filmes errados. Ok, Mulher Invisível é bem isso que você falou [também dei nota 7], bem mediano, divertido mas cheio de problemas [de roteiro, principalmente].
    Eu gostei da trilha, bastante. Aqueles sons de baterias são legais e bem usados.

    []s!

  6. O problema do filme é o final. Não precisava daquilo. Achei desnecessário. No mais, “A Mulher Invisível” é um longa que vale pelo elenco. Todos brilham, sem exceção.

  7. Acho que sua crítica sintetiza a opinião geral, de que o filme é bom, mas que poderia ter sido melhor.

    Verei em DVD, apenas.

    Ciao!

  8. Jeff,

    Nem sabia que era Ramones, a trilha é boa mas muito americana eu acho. Falou e disse sobre cinema…

    Kamila,

    todos brilham, sem falta!

    Wally,

    Não perde muito em esperar, mas ainda vale a pena!

    Abraços!

  9. Incrível como o filme vem recebendo bons elogios, mas tenho um pé atrás pela Luana Piovani. Verei em DVD! 😉

  10. Então, na minha opinião, tirando as partes que são impossíveis de não rir, o filme é meio chato e cansativo… Mas to achando que eu sou o úinico, rs…

    PS: Muita gente falando mal da Luana, eu gosto muito dela, fez um excelente papel de Elke no Zuzu Angel…

  11. Ainda ñ vi, mas pretendo, gosto do trabalho do Selton Mello, q é ótimo ator..adorei aquele “O Cheiro do Ralo”!
    Abs! Diego!

  12. Eu gostei bastante. Quando vi o nome do filme, fiquei achando que era algo a ver com super herois e tive um pouco de preconceito. Mas, quando vi o filme, achei muito bom.
    Do pouco que eu entendo de cinema (não tenho a mínima técnica pra isso xD), acho q o filme merece pelo menos um 8,5… Ele é muito bom de assistir!! Ri muito! Além, claro, de achar o enredo muito bem bolado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: