» Bezerra de Menezes: O Diário de um Espírito

(Nota: 5,5)
Título Original: Bezerra de Menezes: O Diário de um Espírito
Gênero: Drama
Diretor(es): Glauber Filho e Joe Pimentel
Roteiristas: Andréa Bardawill.
Ano de Lançamento: 2008.
Elenco: Carlos Vereza, Lúcio Mauro, Caio Blat, Paulo Goulart Filho, Ana Rosa, Magno Carvalho, Lucas Ribeiro, Cláudio Raposo, Juliana Carvalho, Mirelle Freitas.
Duração: 75 minutos.

Sempre tive extrema curiosidade de conhecer algo mais sobre o espiritismo, mas sinto forte reprovação aqui em casa em razão dessa minha curiosidade, isso por fatores religiosos. Sinto que talvez seja mais curiosidade do que necessidade, porém nada posso afirmar. Filmes que tratam dessa temática, portanto, me atraem para que assim eu possa abarcar um pouco mais desse universo que aparenta ser tão vasto e tão passível de descobertas. A ignorância, também, me faz ter um tanto de receio do que venha descobrir a respeito e creio que tais filmes sejam uma excelente porta de entrada.

Bezerra de Menezes (Carlos Vereza) é um médico que se dedica de maneira extremamente religiosa ao espiritismo, porém não foi desde o início que teve acesso a essa doutrina, sendo somente depois de mais velho que foi possível sua ‘conversão’ ao espiritismo. Diante disso, ele passa a desfazer-se dos apegos materiais e vestir-se de uma doação sincera e que agrada aos seus pacientes e amigos, fato que é contado pelo filme somente após ser feita toda uma ‘revisão’ do que foi sua vida e o que ela significou para ele.

Seu propósito é de extrema importância para que seja difundida cada vez mais a doutrina espírita, porém os defeitos são tão claros que qualquer um é capaz de apontá-los sem maiores dificuldades ainda que haja qualidades. A narração do próprio protagonista sobre sua vida nos dá o conforto de uma maior segurança sobre a história contada, muito bem narrada, inclusive, pela voz inconfundível de Carlos Vereza que interpreta o personagem principal. Nota-se, também e por óbvio, o forte caráter religioso do longa assim como a questão crítica quanto a postura e dogmas que a Igreja procura defender.

O preconceito pelo personagem tomar esse caminho é um momento interessante dentro da película, sendo ele excluído pela própria família. Entretanto, creio que o seu ponto alto seja o momento em que ele tira do seu dedo o próprio anel de formatura para que sua paciente o entregue a farmácia e que assim possa comprar o remédio que sua filha necessita para se curar. Mas como nem tudo são flores infelizmente são mais pontos negativos do que positivos do filme, mesmo com a tentativa de passar uma boa história, um bom testemunho sobre a vida desse espírita, o filme quando questionado sobre suas qualidades técnicas deixa a desejar em diversos quesitos, nota-se a forte presença de um amadorismo iniciante em muito do que se sucede.

O nosso cinema, quando não é interessante para a massa, padece de uma séria falta de profissionalismo quanto à qualidade e elenco e este filme padece de um elenco secundário majoritariamente amador. A transição de cenas entre o que acontece de fato e entre o que o protagonista narra não tem linearidade muito boa e sua transição enfraquece a continuidade do filme, fato que ainda é corroborado pelo roteiro que se especializa muito em momentos desnecessários e apressa-se no que poderia ser mais trabalhado. Não é crítica ao nosso cinema que creio ter muitos excelentes filmes e que outros virão, a crítica é nesse caso mas que pode se estender a outros.

10 Respostas

  1. Acredito em algumas coisas do espiritismo e, se tem alguma coisa que me deixa curiosa para assistir a este filme, é isso e o fato de que a obra foi um grande sucesso de público.

  2. Kamila,

    Achei bem estranho ser grande sucesso se ele é um filme bem fraco e que não passa com tanto vigor a idéia do espiritismo. Eu também tinha muita curiosidade e deu no que deu.

    Abraços!

  3. Gente eu tenho medo de espiritismo. Não critico quem é espírita, de jeito nenhum, mas tenho medo – não sei porque. Agora, sobre “Bezerra de Menezes”, ainda não vi. Acho que estou meio “pé atrás” com filmes brasileiros (assisti tão poucos ultimamente). Mas acho o Carlos Vereza e o caio Blat dois grandes atores.
    Abraço!

  4. Estou curiosa para ver esse filme justamente porque foi um sucesso de público, e porque a maioria das críticas que li a respeito foram negativas! = D

    Beijooos!

    P.S.: À propósito, adicionei o seu link no meu blog! Se quiser dar uma olhada será muito bem-vindo! =D

  5. Weiner,

    Eu também tenho um certo receio, mas, como falei, a curisidade fala mais alto.

    Amanda,

    Fiquei curioso com a sua declaração. Querer ver justo por ter tantas críticas negativas? Legal mas estranho, eu geralmente fujo disso… hehehe

    Abraços!

  6. Não se deve ter medo da doutrina espírita, não sou especialista, mas o pouco que conheço, ela fala sobre bondade, caridade e compreensão, nada tem haver com aquilo que muitas pastores televisivos falam tentando assustar as pessoas, estes pastores sim é que são pessoas perigosas.
    Quanto ao filme, vale pela curiosidade de conhecer a obra de um homem que viveu para ajudar o próximo e não se apegou aos bens materiais, porém como cinema o resultado é extremamente didático e irregular. Um pena.

    Abraço

  7. Hugo,

    Eu, na verdade, não tenho medo. Mas um tanto de receio e não é com a doutrina em si, é com o que ela trata! hehehe

    Abraços!

  8. Não sei bem oq achei do filme. Ele é estranho, esquisito. A técnica é bonita, mas no geral ainda preciso rever.

    Abs!

  9. Kau,

    Eu não creio que precise rever para entender. A produção é fraca e o roteiro deixa a desejar, porém é uma bela história, se contada de maneira melhor.

    Abraço!

  10. Boa garoto, mesmo não tendo gostado do filme, você o assistiu, isso já é algo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: