» O Melhor Amigo da Noiva

(Nota: 7,5)
Título Original: Made of Honor
Gênero: Comédia Romântica
Diretor(es): Paul Weiland
Roteiristas: Adam Sztykiel, Deborah Kaplan e Harry Elfont.
Ano de Lançamento: 2008.
Elenco: Patrick Dempsey, Michelle Monaghan, Kevin McKidd, Kadeem Hardison, Chris Messina, Richmond Arquette, Busy Philipps, Whitney Cummings.
Duração: 101 minutos.

No dia em que eu decidi assistir a esse filme, que peguei emprestado com minha prima, eu estava com aquela vontade grande de ver algo para me distrair, conferir um filme que fosse bom para o meu humor e coloquei este confiando no seu potencial poder de comédia, por mais que também significasse romance. Alguns curtiram bastante e outros acharam que não passou de um clichê barato. Do elenco, que me lembre, só conheço Patrick Dempsey (Encantada) do excelente, apesar de não ter visto todo, Grey’s Anatomy. A procura de risadas, acabei por encontrar o que mais queria e não me arrependi.

Tom (Dempsey) é um garanhão que sempre procura dormir com uma mulher diferente a cada noite e que tem na figura de Hannah (Michelle Monaghan – Antes Só do que Mal Casado) a mulher perfeita, porém para ser sua amiga confidencial, sendo esse relacionamento recíproco. Após Hannah viajar para a Escócia a trabalho, Tom descobre, ao sentir falta dela, que gosta dela mais do que imagina e quer viver um sério relacionamento com ela. No entanto, quando ela chega de viagem após mais de um mês fora, vem com um novo namorado que acaba pedindo-a em casamento. Daí em diante, ele luta para mostrá-la seu amor, mesmo tendo sido convidado para a ‘madrinha’ do matrimônio da amiga.

É incansável o fato de que nós já estamos acostumados com o bom e velho chavão de que o personagem descobre que gosta do outro e fará de tudo para ‘ganhar’ aquele amor, talvez não correspondido. Também aquela de desistir de tudo e sempre, no último minuto, voltar atrás para nos minutos finais de um casamento, dizer que tem algo que o impede e assim viverem felizes para sempre. E eu vou dizer que isso não acontece nesse longa? Não. Até porque a primeira aparência já define a ‘personalidade’ do filme com mulheres gostosas, galãs e músicas animadas. Acontece isso e tudo mais que um lugar-comum dos grandes pode ter, mas é os ‘entre-clichês’ que está o mérito do filme, já que se pode afirmar que ele faz jus ao gênero ao qual foi classificado.

Dempsey se encaixou impecavelmente no papel do solteirão que curte mais a vida do que pensa em viver um amor. E surpreendendo-me, mostrou-se perfeitamente a vontade para agir como um personagem engraçado, mesmo que essa não fosse a intenção do papel em 100% do filme. O que mais agrada nesta película é simples fato de que os momentos engraçados, não necessariamente, precisam ter constrangimento para que sejam bons. As locações são extremamente bonitas especialmente na segunda parte em que se passa na Escócia. A Trilha Sonora é bem típica do gênero, mas tem músicas bem sonoras e agradáveis. Acho que se você procura uma boa diversão, sem muitas expectativas de originalidade, aí está um bom filme contemporâneo.

5 Respostas

  1. Ai, que dó. Ri umas quatro vezes durante o filme, mas no geral achei bem comum. Muito do mesmo, sabe?!

    E o pior é que não consigo ver talento em Patrick Dempsey. Nem em Grey’s Anatomy (série pela qual sou doente)! Uma pena…

    Abs!

  2. Olá Robson

    Comédias românticas são sempre muito previsíveis, isto não dá para negar. No início o rapaz ou a mocinha não gosta do outro, porém no decorrer do filme sempre descobrem que estão apaixonados, no entanto este já não o que mais ou já está comprometido. Apesar da obviedade eu também gostei de O Melhor Amigo da Noiva, consegui me diverti muito.

    Abraços e até mais.

  3. Este filme parece ser mais do mesmo. Uma sessão da tarde gostosa de ver num fim de semana chuvoso. Vale a dica. 😉

    P.S.: Tem selo para você no blog.

  4. Está aí uma comédia que ainda não conferi. Já está cansando nas prateleiras da videolocadora e eu nada. Mas vão aí duas coisas: DETESTO o Patrick Dempsey e ADORO a Selma Blair. Ouvi péssimas criticas de um amigo e estou ouvindo pontos positivos de você.
    Dividido assim, acho que vou conferir, rsrsrs;
    Abraço!

  5. Está aí uma comédia que poderia ter dado certo. Mas, por ter insistido tanto na fórmula e no previsível, acabou me cansando. O humor funciona, e o romance tem seus momentos. Mas, no geral, deixa muito a desejar. O elenco tem seus deleites, porém.

    Nota 5.5 [**]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: