» Um Olhar do Paraíso

(Nota: 7,5)
Título Original: The Lovely Bones
Gênero: Drama
Diretor(es): Peter Jackson
Roteiristas: Fran Walsh, Philippa Boyens, Peter Jackson, Alice Sebold.
Ano de Lançamento: 2009.
Elenco: Saoirse Ronan, Mark Wahlberg, Rachel Weisz, Stanley Tucci, Susan Sarandon, Rose McIver, Amanda Michalka, Jake Abel.
Duração: 135 minutos.

É quase que impossível não se criar expectativas a cerca do trabalho de um diretor consagrado por uma trilogia que marcou época e que, ainda assim, deixa inúmeras pessoas em todo o mundo em pleno êxtase ao conferi-la, ou revê-la. Como se devem notar, é da trilogia de O Senhor dos Anéis a qual me refiro, idealizada e dirigida por Peter Jackson e que teve mais altos do que baixos, fazendo os fãs dos livros gostarem em sua maioria dos longas. Portanto não é de se admirar que haja expectativas em torno de seus trabalhos posteriores e, logicamente, com esse não foi diferente. Pena que seu resultado não tenha sido bem o esperado.

No dia 6 de dezembro de 1973 a jovem Susie Salmon (Saoirse RonanDesejo e Reparação) foi brutalmente assassinada por um pedófilo psicopata, interpretado por George Harvey (Stanley TucciJulie & Julia), em Norristown, Pensilvania, subúrbio da Filadélfia. No entanto, seu corpo nunca foi encontrado e sua família passa a sofrer sua perda sem, no entanto, saber quem fez tal ato de atrocidade. Diante disso, os pais de Susie, Jack (Mark WahlbergFim dos Tempos) e Abigail (Rachel WeiszUm Beijo Roubado) não se cansam em tentar descobrir quem foi capaz de fazer tal ato de atrocidade, assim como sua irmã Lindsey (Rose McIverO Piano). Concomitantemente mostra-se onde vive a jovem Susie após sua morte e como ela encara tudo que aconteceu em sua vida.

Como falei, mesmo não tendo uma boa recepção crítica nos EUA, eu ainda tinha certas expectativas, pois sua sinopse e também seu trailer demonstram ser uma história atrativa. De fato não achei tão ruim quanto os demais colegas e também a crítica, porém é bastante perceptível que, ainda assim, a fita tem mais falhas do que acertos. O elenco, apesar de ter nomes conhecidos, não nos entrega boas atuações com exceção de Saoirse que está bem majoritariamente e de Susan Sarandon que tenta dar um pouco mais de dinamicidade a pelícola ainda que se torne frustrada. Logicamente temos a atuação de Stanley Tucci que está muito bem, mas depois de certo tempo torna-se caricato demais.

O roteiro é o ponto fraco da história. Ele está cheio de falhas e não é preciso ser ‘exper’ para compreender que ele se perde ao meio do filme e tudo passa a ser jogado sem muito cuidado. Nem mesmo uma boa direção nem uma montagem eficaz ajuda a melhorar tal fato. Contudo ainda há o que se elogiar além das poucas boas atuações, o apelo visual é realmente muito bonito e cheio de luz. Assim como a direção de arte e fotografia que se mostram competentes. No geral, enxergo este longa como um filme mediano, que não tem muito que adicionar em nossas vidas, todavia não chega a ser terrível. Existem outros bem piores.

Anúncios

15 Respostas

  1. Sabe aqueles filmes que chamam a atenção e no final não são nada de mais, foi isso que aconteceu comigo ao ver “Um Olhar do Paraíso”.

  2. Ainda não assisti, mas a crítica mundial está pegando no pé mesmo…
    Quando assistir aê darei meu parecer.
    Forte abraço cara!
    Até a próxima.

  3. É verdade que o filme tem muitas falhas, mas nem a atuação boa de Saoirse me encantaram. Acho que o ‘céu’ é computadorizado demais e a trama se perde em diversas pertas (a mãe no campo de maçãs? Como?!!) e todos os personagens são rasos e clichês. No final de tudo, noto que Tucci merecia concorrer ao Oscar por Julie e Julia (um filme bem melhor que esse).

  4. Fico muito triste a cada nova crítica que leio sobre “Um Olhar do Paraíso”, porque esperava muito do filme, como fã do livro da Alice Sebold. Cheguei no ponto em que espero não me decepcionar com a obra. Se a essência do livro for mantida, estarei satisfeita.

  5. Peter Jackson não só acaba com a história de Sebold e entrega um roteiro precário, mas também desvaloriza o seu elenco. Saoirse Ronan sofre com o turbilhão de emoções quase sempre exageras que a obrigam a passar e, por vezes, acaba caindo no ridículo. Rachel Weisz se apaga. Nem sentimos sua falta, quando ela sai um tempo de cena. E o pior é que eu achava que Mark Wahlberg estaria artificial apenas em “Fim dos Tempos”. A única contaminação não é vista no papel de Stanley Tucci. Convicto, sem exageros e com uma personalidade oscilante que só acrescenta elogios ao mesmo, mas não tem jeito: Jackson prejudica um trabalho sólido a partir de um elenco bom.

    E em tanta dificuldade de apresentar algo original, ou devidamente contado, Peter mesmo quando possui todas as premissas que pareciam serem boas faz com que estas sejam embutidas em excesso sobre uma parte da história, mas só mostra que diretor foi autorizado a transbordar de seus limites, resultados disso visto em conjuntos do caráter fantástico que ele sempre sonhou expor em uma confusão grande, extremamente exagerado. É preciso um diretor muito talentoso para fazer um filme sobre a vida após a morte. É muito fácil cair em espiritismo fácil e numa retórica banal, mas parou no interesse em coreografar as cenas do paraíso que aguarda o personagem principal.

    Triste pelo resultado e não pela história.

  6. Esse era um dos filmes que mais quero ver. Mesmo com suas altas criticas e tal! Sua beleza, fotografia me fascinam (só pelo trailer e pelos momentos iniciais que já vi!).

    O que mais me chama a atenção é o enredo, pena que o desenvolvimento parece ser um fiasco. Mas mesmo assim ainda quero conferí-lo, sinto que vou gostar!

    Abraço

  7. ooen,

    Pois é. Também criei muitas expectativas e acabei meio que decepcionado.

    Rof,

    Estou esperando então.

    Luis,

    Uma coisa é fato. Gostei um pouco mais que você.

    Kamila,

    Acho que você deve esperar pra analisar. Eu já achei um pouco melhor do que todos andam achando. Você pode gostar. Mas se tratando de já ter lido o livro, aí não ponho minha não no fogo.

    Alyson,

    Concordo, em partes, com tudo que diz. Essa discussão ainda tem muito pano pra manga.

    Ricardo,

    Acho que nunca devemos nos impressionar com a maioria. Existem tantos filmes que merecem o apreço e que nem foram tão bem recebidos assim. É melhor você tirar suas próprias conclusões.

    Abraços!

  8. É uma pena um projeto que aparentemente ser tão bom, falhar deste jeito, mesmo nas mãos de Peter Jackson.

  9. Eu gostei do primeiro momento do filme, mas depois que susie morre o filme fica parecendo um circo… No mínimo estranho.

  10. Faço as palavras da Kamila, as minhas!
    Mais lá estarei eu amanhã, conferindo!

  11. Realmente não chega a ser um péssimo filme, mas sem dúvida decepciona especialmente pelo potencial que a história tinha.

  12. Temos a mesma opinião sobre o filme. Não é ruim, mas tem falhas. Tive muitos probleminhas com o roteiro, apesar de não ter lido o livro. No elenco, se destaca Saoirse, Tucci (apesar de seu personagem ficar muito caricato mesmo) e Rose, a irmã, gostei dela. rsrs. E também a direção de arte e a fotografia, mas não a do paraíso. Ou seja, faço suas palavras as minhas: existem filmes piores.

    Beijos! 😉

  13. Uma bagunça épica!

  14. Rapaz, foi o melhor texto que li sobre o filme. Eu confesso que desanimei bastante com as críticas negativas. Pelo visto, é mesmo cheio de problemas e pelo trailer, parece uma grande confusão.

    []s!

  15. Descordo de todos!
    Exceto por algumas cenas meio exageradas.achei um excelente filme.
    Ninguem nunca tá satisfeito com nada mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: