» Educação

(Nota: 7,5)
Título Original: An Education
Gênero: Drama
Diretor(es): Lone Scherfig
Roteiristas: Nick Hornby, baseado nas memórias de Lynn Barber.
Ano de Lançamento: 2009.
Elenco: Carey Mulligan, Olivia Williams, Alfred Molina, Cara Seymour, William Melling, Connor Catchpole, Matthew Beard, Peter Sarsgaard.
Duração: 95 minutos.

É sempre interessante ver filme com temáticas diferentes, aqueles em que a realidade está bem mais próxima da nossa. Aqueles em que o foco central está numa história comum, entretanto que de uma maneira ou de outra tem certa acuidade a ponto de ser retratada em uma tela de cinema. Educação vai bem nessa linha e talvez seja precisamente por isso que esteja recebendo tantos elogios não só por parte da crítica como, naturalmente, pelas premiações que vem enxergando um primoroso filme. Para mim ele cumpre seu papel por toda a conjutura, mas no geral não me envolve tanto assim, mesmo tendo em sua história um tema tão próximo da minha realidade e de minhas irmãs.

Jenny (Carey MulliganInimigos Públicos) é uma jovem garota de 16 anos de idade que vive para estudar. Criada sobre a disciplina do pai, ela tem em mente apenas estudar para obter nota suficiente e assim entrar na mais importante universidade britânica, Oxford. Até então, ela partilha essa vontade de seus pais, porém após conhecer, de maneira inteiramente casual, David (Peter Sarsgaard) ela começa a repensar seu modo de vida e se vale, realmente, a pena se esforçar tanto para algo se ela pode ‘viver’ com ele sem muitas preocupações para estudo e dinheiro. Isso porque ele a leva a concertos de música clássica, a leilões de arte, e a faz descobrir o glamour da noite, deixando-a em um dilema entre a educação formal e o aprendizado da vida.

É inegável que essa fita tem seus méritos. Ela conta com uma boa direção que torna o filme enxuto o suficiente para não ser nada cansativo, adicione-se aí a boa montagem. Naturalmente, e como vem sendo reconhecida, tem uma excelente atuação de Carey no papel da protagonista ainda que sua atuação seja boa o suficiente para indicações e não para ganhar as mesmas, assim como tem Alfred Molina (Frida) atuando de maneira competente como o pai da garota. Dessa forma, entendo perfeitamente que essa película esteja sendo louvada por todos ainda que não me veja tão enredado por ela.

Seu roteiro, não obstante bem feito, não conseguiu me encantar a ponto de no término do filme dizer que é realmente um filme cativante. Talvez eu não tenha tantos pontos negativos a tratar e assim justificar tal nota, entretanto a questão é que não houve um atrativo satisfatoriamente grande para me fazer brilhar os olhos por tal longa. Dessa maneira concluo que Educação é um filme que não pode ter um conceito pré-estabelecido. O ideal é que você veja e assim, possa tirar suas próprias conclusões. Então fica a dica para conferir o filme e, de uma maneira ou de outra, contradizendo-me ou não, acabo por indicar.

13 Respostas

  1. Como disse em outros blogs, parece que todos estão achando bem mediano!

  2. Eu gostei mais que você. Acho que o roteiro (bem simples, por assim dizer) oferece uma obra verdadeira amparada pelas atuações ótimas de Carey e Molina, destaco ainda o trabalho de Sarsgaard que está muito bom. Enfim, acho um filme pequeno, mas encantador.

  3. Espero ver esta semana, com altas expectivas. rsrs.

    Beijos! 😉

  4. Atribuí a mesma cotação do que você, Robson. Não consegui gostar tanto de “Educação”, mas me apaixonei pela atuação de Mulligan. Carismática e fantástica ao extremo…

  5. Tô doida para conferir este filme!!

  6. Jack,

    Nem todos…

    Luis,

    Eu achie um bom filme, descompromissado mas não acredito que seja tudo que todos falam.

    Mayara,

    Não crie tantas, pode se decepcionar.

    Fael,

    Nem eu gostei tanto. Gostei de Mulligan mas só gostei… hehehehe

    Kamila,

    O negócio é esperar os cineminhas da nossas cidade… ahahahaha ¬¬’

    Abraços!

  7. Já está na minha lista de prioridades. Pretendo ver na semana que antecede o Oscar, que é quando eu me sento para ver todos os indicados. Gostei do blog!

    http://cinemaemdvd.blogspot.com/

  8. Eu adorei! Maravilhoso! E Carey é sensacional! Abs!

  9. Robson, depois se puder assista Fish Tank, tem praticamente a mesma premissa e acabou de levar o BAFTA de melhor filme britânico, derrotando inclusive “Educação”. É um filme superior, sensível e forte, escrevi sobre ele hj: http://umblogdecinema.blogspot.com/ Abs!

  10. resumo da ópera na minha opinião: é um bom filme, mas não é para tanto! Melhor filme, acho exagero.

  11. Tudo indica que assistirei este filme até final de semana, pois ainda restam, contando com ele, quatro filmes para assistir dentro dos dez indicados ao Oscar 2010.

  12. Vou acatar a indicação; quero vê-o.

  13. O filme é cativante sim, leve, despretensioso e vale por Carey Mulligan, que além de ser bonita, tem charme e carisma.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: