» Atração Perigosa

(Nota: 8,0)
Título Original:The Town
Gênero: Drama
Diretor(es): Ben Affleck
Roteiristas: Peter Craig, Ben Affleck e Aaron Stockard, baseados no livro de Chuck Hogan.
Ano de Lançamento: 2010.
Elenco: Blake Lively, Ben Affleck, Jeremy Renner, Jon Hamm, Rebecca Hall, Pete Postlethwaite, Chris Cooper, Titus Welliver.
Duração: 125 minutos.

Certa vez estava conversando sobre filmes com alguém e comentamos que todo filme tem que ter algum envolvimento amoroso dos personagens, como se fosse um item obrigatório pra torná-lo bom, ainda que tal relação seja apresentada em segundo plano. É lógico que as exceções existem, mas são bem poucas e não necessariamente estão entre os filmes mais vistos ou ‘aceitos’ sabe-se lá por que. Comento isso por entender que a diferença entre este filme e todos os demais que tratam sobre tema semelhante é justamente essa: o envolvimento emocional de um dos personagens sendo que, de certa forma, primeiro plano.

Doug MacRay (Ben AffleckPearl Harbor) vive em um bairro onde já se tornou tradição o roubo de carro, assalto à mão armada e também roubo de bancos. Seu pai já vivia nessa vida e, naturalmente, ele entrou para o mesmo ramo de assalto a bancos. Seus planos procuram ser extremamente bem arquitetados e tudo deve ser cumprido nos mínimos detalhes. Na cola do grupo, tem o FBI que investiga há tempos os assaltos, entretanto não consegue provas conclusivas. Em um assalto eles levam como refém Claire Keesey (Rebecca Hall – Vicky Cristina Barcelona) que é solta logo em seguida. Seu parceiro Jem (Jeremy RennerGuerra ao Terror) descobre que a moça mora há quatro quarteirões do bando e Doug fica encarregado de vigiá-la, porém após uma conversa eles começam a se conhecer melhor.

O tema de roubo a bancos já é tratado há muito tempo no universo Hollywoodiano, muitos deles são completamente fracassados, assim como também tem os que são exaltados pela sua ousadia ou pela surpresa de como saiu tudo no final. Curiosamente neste tipo de filme, nós não desejamos que os bandidos acabem mal, geralmente somos levados pelo roteiro a torcer para que o ‘bad guy’ se dê bem no final, de alguma forma. No longa em questão não é nem um pouco diferente, porém soma-se isso ao fato do ‘bandidão’ ter se apaixonado justamente pela ‘mocinha’ e ter se tornado algo recíproco sem que ela soubesse da verdadeira identidade de seu amante.

Temos uma grata surpresa na direção do filme que nos mostra de uma forma agradável sobre a história, sem que essencialmente seja um filme completo de ação, mas creio que isso em momento algum prejudica um pouco a fita. Em termos gerais, é um bom filme e tem ótimos momentos com base em uma direção nada preguiçosa. Tem uma atuação de destaque de Jeremy Renner. No entanto, é menos do que todos andavam alarmando, tem sua função, mas nada que realmente nos deixe ficar boquiabertos. O destaque também se encontra na pessoa de Ben Affleck (Medo da Verdade) por trás das câmeras que só vem se confirmando como um novo Clint Eastwood ou Woody Allen, que é nos bastidores que tem seu maior talento.

14 Respostas

  1. Bom saber que a estreia de Affleck vingou e que não foi golpe de sorte. Espero que ele se dedique mais à direção, então. Quero ver este flilme.

  2. Filme bom, mas eu esperava mais pelas críticas tão positivas. De fato, Ben Affleck funciona melhor atrás das câmeras, mas achei sua performance neste filme também muito singela e de destaque, mas Rebecca Hall e Jeremy Renner são beneficiados com seus personagens, atraindo os holofotes para si. E concordo, nesse caso, o romance funciona como um estepe para o protagonista se reencontrar, não soa forçado, nem nada, é uma ótima subtrama. Até o comparei com o também recente “Abutres”, que resenhei recentemente. Apesar da trama batida, são 2 filmes que têm alma e comovem o espectador.

    abs!

  3. O primeiro filme que o Affleck dirigiu foi uma surpresa, realmente. Espero que este tenha o mesmo nível de qualidade, pelo menos.😉

  4. Tô bem curiosa para assistir a este filme, até porque tem sido bem elogiado e eu gosto do Ben Affleck versão diretor. Se eu fosse ele, abandonava de vez a carreira como ator.

  5. Filmaço! O que se prova a minha teoria que o Oscar que ele ganhou pelo Gênio Indomável era bem mais dele do que do Matt Damon. Espero que ele assuma de vez a faceta diretor.

  6. A gente tinha conversado sobre isso enquanto assistir COCO! rsrs. Enfim, também adorei ATRAÇÃO PERIGOSA por isso mesmo que você falou, uma coisa de envolvimento pessoal de todos. Ben continua um ótimo diretor e o Renner sempre um destaque nos longas que participa.

  7. As cenas freneticas, o ótimo elenco (em especial o Renner, que espero que seja lembrado no OSCAR) fazem com que esse seja, até agora um dos melhores do ano – Affleck, definitivamente é melhor diretor ;D

  8. Eu gostei muitíssimo do que assisti,assim como você achei a direção de Ben Affleck muito competente e todos os coadjuvantes do filme estão ótimos em seus papeis (Renner,Hall,Posthlewaite,Cooper e Hamm),mas a de Blake Lively é péssima e acho sua personagem um tanto desnecessária.
    Abraços

  9. Gostei bastante da direção dele em “Medo da verdade” portanto é inevitável que eu não queria ver este …

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: