≈ Minhas Mães e Meu Pai ≈

de Lisa Cholodenko (2010)

Ultimamente o cinema, quando procura lidar com filme que tenham temática gay, está tentando renovar na forma de abordagem desse tema sem que soe algo clichê ou até mesmo preconceituoso. E Minhas Mães e Meu Pai procura, justamente inovar dentro do tema colocando como foco central um casal de lésbicas, Nic (Annette Bening) e Jules (Julianne MooreEnsaio Sobre a Cegueira), que tiveram dois filhos, Joni (Mia Wasikowska – Alice no País das Maravilhas) e Laser (Josh Hutcherson), um de cada, com a ajuda de uma clínica que dispunha de um banco de espermas. Com o crescimento dos filhos, naturalmente cresce também os questionamentos e curiosidades a cerca do ‘pai’ que não conheceram. Escondida das mães, Joni consegue o número do doador, Paul (Mark Ruffalo – Ilha do Medo) e entra em contato com ele.

O roteiro baseia-se completamente em cima desse momento que a família vive, na qual os filhos conhecem o seu pai biológico e as mães têm que conviver com essa realidade escolhida por eles. Vi de forma bastante original a forma como foi abordado e acredito que o roteiro poderia ter sido um pouco mais ousado em alguns momentos e talvez por isso não tenha conseguido me encantar tanto. Assim, o que realmente consegue dar mais força à fita é o elenco que está muito bem. Porém, ainda que Benning seja a possível nomeada ao Oscar, não consigo achar que seu trabalho se sobrepõe ao de Moore, portanto se eu tivesse que indicar alguém, seria essa. No mais, não passa de um filme mediano.

Update: A vitória no Globo de Ouro 2011 em Melhor Filme Comédia ou Musical ainda assim não quer dizer grandes coisas, porque ainda que seja um filme somente bom, ele tem seus defeitos. Na verdade, foi a falta de opção que permitiu que ganhasse. Pena que num tem um 500 Dias Com Ela pra concorrer esse ano. Annete Benning tá muito bem no filme, mas como já disse Moore está muito melhor e por mim, ela tinha levado o prêmio, mas como não sou eu que decido… rs.

Elenco: Annette Bening, Julianne Moore, Mark Ruffalo, Mia Wasikowska, Josh Hutcherson.

Roteiro: Lisa Cholodenko, Stuart Blumberg.

(Nota: 7,5)

6 Respostas

  1. Fujo deste! Acho bem superestimado. Não é uma tragédia, mas também não chega a ser bom. O elenco é o grande diferencial e concordo contigo: Julianne Moore faz muito mais do que Annette neste aí.

    abs

  2. A boa atenção que este filme tem recebido só me faz ficar mais ansiosa para conferi-lo.

  3. Ok, pode sim ter seus defeitos, mas me divertiu bastante durante a projeção. Um filme que lida bem com uma ideia velha, e não faz feio. O elenco, ainda por cima, ajuda (e muito) o roteiro a funcionar.

  4. Não vi o filme, mas me parece ser um longa bem comum que acabou chamando a atenção apenas por abordar uma temática “moderna”.

  5. Acho que o principal problema do filme é querer fugir das questões gays e se tornar morno justamente por causa disso. Todos os conflitos trabalhados são previsíveis, assim como todo o filme. Annette está ótima, mas, assim como tu disse, não merecia ser reconhecida sozinha – Julianne Moore está igualmente bem, se não superior. Ou seja, “Minhas Mães e Meu Pai” é um filme que vale somente pelos atores.

  6. […] Pode ser: Annette Bening por Minhas Mães e Meu Pai […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: