» Cisne Negro

(Nota: 10,0)
Título Original:Black Swan
Gênero: Ação
Diretor(es): Darren Aronofsky
Roteiristas: Mark Heyman, Andres Heinz, John McLaughlin.
Ano de Lançamento: 2010.
Elenco: Natalie Portman, Mila Kunis, Vincent Cassel, Barbara Hershey, Winona Ryder, Benjamin Millepied, Ksenia Solo.
Duração: 108 minutos.

É até engraçado dizer isso, mas o ballet sempre esteve presente em boa parte da minha vida. Calma, não sou bailarino, porém sempre tive extremo contato com isso em razão de minha irmã ser bailarina desde pequena, o que me fazia ter que ir todo fim de ano ao teatro para vê-la dançar, ou então ir a outros espetáculos durante o ano. Aliado a isso, sempre notei o quanto o ballet pode envolver alguém de maneira tão ímpar, de forma tão singular. A ansiedade sempre foi a companheira ideal de minha irmã nas vésperas das apresentações ou até mesmo no primeiro dia de aula com sapatilha de ponta. O simples ato de ‘montagem’ da sapatilha já era algo envolvente e inovador para ela naquele momento.

Nina (Natalie PortmanA Outra) é uma jovem moça extremamente doce e sensível. Totalmente dedicada ao ballet, sempre procurou ser o destaque de sua escola, uma importante companhia de Nova York, assim como todas as demais bailarinas. Nina, no entanto, começa a sentir-se fortemente pressionada por sua mãe (Barbara Hershey), uma bailarina fracassada, assim como pelo seu diretor Thomas Leroy (Vincent Cassel) que resolveu escolhê-la para fazer a Rainha dos Cisnes em uma releitura do ballet de repertório Lago dos Cisnes. Assim, Nina começa a ver coisas e pensa ter na companhia uma forte rival que pretende destroná-la, Lilly (Mila Kunis), porém a história vai muito além.

Conseguir precisar se um filme tem ou não qualidade é algo tão delicado que deve ser ministrado com cautela. Digo isso porque ao passo que muitos passam a idolatrar um filme, outros não conseguem ver tanto brilho. Tratar de um tema bastante feminino, ao menos no Brasil (não sei desta realidade lá fora), é algo que deve ser feito com igual cautela, pois pode não agradar a todos. Porém, entendo que o diretor Darren Aronofsky (O Lutador) conseguiu mesclar o mundinho perfeito e delicado das moças bailarinas com um thriller cheio de nuances bem facetadas e dignas de nos deixar não assustados, mas completamente envolvidos até o último fio de cabelo com a protagonista que está majestosamente interpretada por Natalie Portman que nos entrega um de seus melhores trabalhos nos últimos anos.

Aliado a este roteiro que tem uma pincelada forte de suspense e que sustenta de maneira impressionante a trama vivida pela protagonista, ainda nos é apresentada uma fotografia bastante particular do diretor que acompanha o personagem muitas vezes através dos ombros nos dando a real sensação de que estamos andando se não ao lado, pelo menos próximo e isso deixa mais envolvimento a cada passo. O que não poderia faltar em um filme que a música é um dos pontos fortes é justamente a trilha sonora que foi devidamente trabalhada de formal descomunal pelo talentoso Clint Mansell que já trabalha com Aronosfsky há um bom tempo. Inevitável não se desviar da obra composta por Tchaikovsky e por isso a sua inelegibilidade para o Oscar, porém a trilha ainda assim consegue se firmar bem entre as notas do compositor russo e permite que todo o momento denso do filme (trabalhado sobre as músicas do espetáculo) seja interpretado na dança de uma maneira inovadora e intensa. Enfim, todo o conjunto da obra permitiu que nós presenciássemos um filme digno de apreciação para se rever inúmeras vezes.

26 Respostas

  1. Depois dessa só me resta ver o filme e tirar minhas próprias conclusões.😀 Ótima resenha. Abç

  2. Divertimento?! Se tem algo que não fiz nesse filme foi me divertir. xD

  3. Concordo com o amigo acima. Não vejo nenhum divetimento no filme…

  4. Alguém falou em rir? No meu recente comentário sobre Enrolados, falei isso inclusive, que o filme pouco faz rir, mas não deixa de ser divertido.
    Agora, diversão, de fato, é algo que Cisne Negro não tem. Tudo é muito intenso e agonizante para eu sentir qualquer sensação de bem-estar. Se você sentiu, olha, te considero um sádico.

  5. Fiz uma busca nos meus “arquivos cerebrais” (rsrs) e cheguei à conclusão que nenhum filme havia me encantado tanto desde o lançamento do último episódio da trilogia de Lord of The Rings. Portanto, concordo com sua nota, embora a minha tenha sido ligeiramente menor e tambem com tudo que aponta em seu texto.
    Sobre o tema feminino, engraçado. Li uma declaração de Portman, na qual ela disse “pensamos numa maneira de atrair homens que odeiam balé e mulheres que odeiam supense: inserimos a cena do sexo oral”. Claro, ela foi irônica. Mas é lamentável como nem todos saberão apreciar este fantástico filme além disso. Assisti-o novamente, agora no cinema, com meu primo, e a única coisa que ficou na cabeça dele foi isso, rs. Ah, e não sem antes falar um monte por eu tê-lo convidado pra ver um filme que falava de balé. Ai.
    Abs!

  6. Confesso que fiquei atordoado ao seu término. Estava até trêmulo. Obra de mestre de Darren Aronofsky com atuações monstruosas de Mila Kunis, Barbara Hershey e, principalmente, Natalie Portman. Meu preferido para o Oscar. Nota 10.

  7. Uma experiência maravilhosa, tortuosa e bela.Natalie Portman nos leva pra junto da sua dança e da sua dor. Obra-prima!

    http://cinelupinha.blogspot.com/

  8. a obra-prima de 2010. sem mais palavras!

  9. Fazia anos q eu não via um filme tão empolgante e envolvente como este! Dar uma nota menor do q a sua é um erro! Pq em vez de ficar procurando as fraquezas do filme, devemos prestar atenção na sua ousadia e nos vários sentimentos q ele nos proporciona ao assistí-lo. Belíssimo trabalho de todos os envolvidos na produção! Muito destaque deu-se a perfomance da Natalie Portman, claro, é uma atuação impecável e impressionante…de encher os olhos! mas a verdade é q todos estão ótimos no filme! Conheci Aronofsky c O lutador e depois de Cisne Negro, me senti obrigada a procurar todos os seus filmes!

    Confirmo a nota 10! Abraço!

  10. Não dá pra mandar um 10,5? Assisti a todos os indicados ao Oscar de melhor filme, e o único erro que cometi foi assisti ao Cisne Negro primeiro. Todos os outros ficaram sem graça depois dele… nada mais me surpreendeu com a mesma intensidade.

  11. Não é supresa pra ninguém o quanto gostei desse filme. Eu sabia que não ia me decepcionar. É uma daquelas coisas que você tem certeza que será bom antes de ver. Tive essa certeza quando vi o nome de Aronofky como diretor e Portman como protagonista, tive mais certeza quando vi o trailer e comprovei tudo quando vi o filme. Assim como você fiquei bastante impressionado com a trilha do sempre ótimo Clint Mansell. Creio que sua proximidade com o ballet influenciou muito a apreciação do longa. Minha única aproximação com o ballet são por parte de algumas amigas bailarinas. Tive a mesma sensação de estar ali de estar andando do lado dos personagens xD, acho que isso de seve muito às tomadas de Aronofky que prima muito por ficar atrás do personagem. Ele não fez tanto isso Cisne Negro quanto em O Lutador, mas a assinatura desse diretor fantástico está óbvia e quem já era fã desse gênio, Cisne Negro é um deleite que merece sim ser revisto infinitas vezes pra verificar se você deixou passar algo. Perfeito!

  12. Concordo em todos os aspectos citados! É uma obra que fascina, sem deméritos, sem coisas excessivas (por mais que seja em essência um exercício de minimalismos). Aronofsky é genial. Natalie é genial. O filme é sensacional.

  13. Dancei um pouquinho de balé no jardim de infância, mas não fui adiante! rsrsrs.

    Mas, enfim, o filme é PERFECT! rsrsrs.😉

  14. Cisne Negro é fascinante! Puro retrato da obsessão pela perfeição! Natalie Portman fantástica e merece todos os elogios! O pequeno detalhe à la Lutador fez com que o auge não fosse TÃO inesperado, mas nada que me incomode tanto também.

    Cisne Negro é 10/10. Demais! E boa crítica Rosbon!

  15. Para mim, “Cisne Negro” é o melhor filme da safra Oscar 2011, até agora. Uma obra perturbadora ao extremo e que mexe com a gente. Encontra sua virtuose na direção do Aronofsky e na performance de entrega da Natalie Portman.

  16. Adoro esse poster do filme!
    Ainda não vi, mas, de longe é um dos melhores filmes do ano, porque, Portman tem luz própria!

  17. O maior mal estar que esse filme provoca é de ter assistido a um filme bem fraquinho e pretensioso….ruinzinho demais!

  18. Sinceramente, ainda estou sem palavras pra esse filme! Achei um trabalho grandioso, desde já meu favorito do Oscar. O filme é todo perfeito em suas esferas técnicas e, principalmente, interpretativa.

    Natalie Portman é deusa aqui, expressa uma interpretação única. A maneira como sua personagem se desnuda, aos nossos olhos, é algo revelador…e a mão cuidadosa de Aronofsky ajuda, ao colocar a personagem aos nossos olhos e sentidos, com todas suas fragilidades e anseios, é assombroso.

    O filme pulsa, é todo psicológico. Me arrepiei bastante. A cena em que Nina explode, visualmente e metaforicamente, seu “Cisne Negro” desde já é um momento clássico do cinema moderno.

    Belo filme mesmo!
    Vou ruminá-lo mais um pouco, depois escrevo (tento) algo…

    Abs

  19. Aliás, não sei como voce pode dar nota 10 a um filme que tem um roteiro tão furado como esse! Como um Diretor que pretende fazer um espetáculo ousado de ballet escolhe pra bailarina principal uma moça que não tinha nenhuma expressividade como Cisne Negro? E escolhe como substituta uma outra que não poderia ser jamais o Cisne Branco? E que além disso era indisciplinada e dançava de modo muito “solto”?
    Então ele era um sádico torturador de bailarinas indefesas?
    As cenas supostamente sensuais sÃO apelativas, sem nuances, assim como toda a simbologia do filme, completamente primárias…e toda a tão aclamada performance física da Natalie ficou ofuscada pela frequente expressão de menina de 10 anos assustada com a prova de matemática!
    Bem filminho papa-Oscar cheio de truques pra atrair platéia que se empolga com a forma e esquece o conteúdo.

    • Pow Sirena, tento entender seus comentários e respeito completamente sua opinião acerca do filme, ainda que não concorde. Realmente o filme não consegue atingir a todos plenamente, mas no meu caso foi positivo. =)

  20. Robson, eu lembro que quando assisti o filme Volver, fiquei super emocionada, chorei, vibrei, amei e quando vi que iria ser exibido no Telecine, falei pra minha tia não perder ,não deixar de ve-lo de jeito nenhum!!
    No outro dia ela comentou como eu pude gostar de um filme tão horrível!! rsrsrs
    Mas como voce é cinéfilo, imagino que aprecie os filmes mais profundamente, por isso joguei a discussão…mas claro, , sempre tem aquele filme que nos toca, que mexe com os sentidos e o sentimento, eu respeito isso também! Um abraço.

    • Verdade, você foi claramente precisa nesse seu comentário. Tem filmes que conseguem mexer mais conosco do que outras pessoas. Você não é a única que questionou algumas coisas do meu texto e também da minha nota, ou seja, não está sozinha nessa… hehehe

      P.s.: Não chorei em Volver mas acho um filme maravilhoso. Ponto pra nós dois! hehe

  21. na minha opinião é o melhor filme de 2010

    http://filme-do-dia.blogspot.com/

  22. Amigo, desculpa, mas seus textos são incrompreensíveis. Talvez se você tentasse usar um vocabulário que você realmente domina e deixasse a pretensão tola de impressionar, seu blog seria melhor.

    Não só o vocabulário, mas suas frases e argumentos são totalmente aleatórios. Seja objetivo e direito. Eu leio seus textos e acho que você está constantemente tentando impressionar quando na verdade, não há consistência no que você diz. Pense primeiro, arrume e organize seus pensamentos e ideias, de nada adianta escrever sobre algo se você não tem a capacidade de transmitir alguma coisa.

    E leve isso como uma crítica construtiva, não se ofenda com comentários negativos, tente usá-los para seu próprio crescimento. De nada adianta fazer #mimimi e ameaças. O objetivo desse comentário foi sincero, espero que o leve a sério.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: