» Thor

(Nota: 8,5)
Título Original: Thor
Gênero: Aventura
Diretor(es): Kenneth Branagh
Roteiristas: Ashley Edward Miller, Zack Stentz, Don Payne, J. Michael Straczynski, Mark Protosevich, Stan Lee, Larry Lieber, Jack Kirby.
Ano de Lançamento: 2011.
Elenco: Chris Hemsworth, Natalie Portman, Tom Hiddleston, Anthony Hopkins, Stellan Skarsgård, Kat Dennings, Clark Gregg.
Duração: 93 minutos.

Acho que todos já estão cansados de saber que eu nada sei das histórias em quadrinho da Marvel, contudo, sou fã dos filmes que são produzidos e baseados em suas histórias, pois sempre gostei de absorver longas que tratam de ficção e que envolva magia ou forças que normalmente não estão dispostas a um cidadão comum. Assim, Homem de Ferro, Hulk, Homem-Aranha, Batman e os demais sempre me deixaram fascinado ao conferir seus filmes (ok, nem todos conseguiram isso). E acho que, por nada saber de sua história, foi mais interessante ainda conferir Thor e sair creditando ao seu resultado o final foi positivo.

A história tem uma premissa super interessante somente quando o espectador se permite entrar no universo da história do super-herói. Vindo de outro planeta chamado Asgard, Thor (Chris Hemsworth – Star Trek) é exilado na Terra por ter desobedecido as ordens do rei (Anthony Hopkins – O Lobisomem), seu pai. Assim, ele foi expulso de seu mundo para que pudesse aprender com os seus próprios defeitos, muita coisa acontece nesse meio tempo, mais no seu mundo do que na Terra. Portanto, nota-se claramente que é um enredo bastante fantasioso e que necessita do espectador a tolerância para o que será abordado em tela.

O filme é repleto de efeitos que se mostram deveras convincente e são realmente bastante necessários para que possa dar total veracidade ao universo abordado pelo longa, aliado a isso tem uma computação gráfica conveniente que se mistura a uma maquiagem bem elaborada, especialmente em torno dos Jötunheim. O grande destaque de elenco vai para Antony Hopkins que corrobora seu talento de forma bastante significativa como um sábio rei. É uma história que consegue persuadir ainda que alguns aleguem a rapidez do roteiro (que ao meu ver, em sua dinamicidade, há uma leve confusão com a pressa) e a superficialidade na relação entre Jane e Thor (que penso ser algo pertinente, por ambos serem ‘criaturas’ de diferentes mundos). Vale conferir, então e assim tirar sua própria conclusão.

P.s.: Não deixe de assistir após os créditos finais (mas finais MESMO, quando você acha que não acaba mais) uma cena extra que, creio, terá forte impacto sobre o filme Os Vingadores.

2 Respostas

  1. A Marvel não dá ponto sem nó e está arquitetando muito bem o filme dos Vingadores. “Thor” é uma obra muito divertida, legal e que funciona como entretenimento. E só!🙂

  2. Eu também me divertir muito com o filme! Pode até não ser uma boa adaptação, mas adorei a direção de Kenneth Branagh (essa coisa meio teatral me atrai)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: