:: Indicados ao Oscar 2013 ::

Hoje, dia 10 de janeiro, saíram os indicados ao Oscar 2013. Ainda que muitos digam que Oscar não define nada, que é uma premiação vendida, ainda há uma grande repercussão de seus indicados e posteriores ganhadores. Inquestionavelmente, o Oscar é a maior premiação do cinema e muitos ainda se incomodam com essas listas anuais. Confesso que me impressionei pela não indicação do excelente filme francês Intocáveis para Melhor Filme Estrangeiro, outras ausências também foram sentidas com Marion Cotillard (Ferrugem e Osso), Kathryn Bigelow (A Hora Mais Escura) e Ben Affleck (Argo) e sem falar em Tarantino (Django) de fora, mas vai saber o que passa na cabeça dos votantes da Academia né? Enfim, abaixo segue as principais categorias:

Filme

  • Indomável sonhadora
  • O lado bom da vida
  • A hora mais escura
  • Lincoln
  • Os Miseráveis
  • As aventuras de Pi
  • Amour
  • Django livre
  • Argo

Diretor

  • Michael Haneke (Amour)
  • Benh Zeitlin (“ndomável sonhadora)
  • Ang Lee (As aventuras de Pi)
  • Steven Spielberg (Lincoln)
  • David O. Russell (O Lado Bom da Vida)

Ator

  • Daniel Day-Lewis (Lincoln)
  • Denzel Washington (O Vôo)
  • Hugh Jackman (Os Miseráveis)
  • Bradley Cooper (O Lado Bom da Vida)
  • Joaquin Phoenix (O Mestre)

Atriz

  • Naomi Watts (O Impossível)
  • Jessica Chastain (A Hora Mais Escura)
  • Jennifer Lawrence (O Lado Bom da Vida)
  • Emmanuelle Riva (Amour)
  • Quvenzhane Wallis (Indomável Sonhadora)

Ator coadjuvante

  • Christoph Waltz (Django Livre)
  • Philip Seymour-Hoffman (O Mestre)
  • Robert De Niro (O Lado Bom da Vida)
  • Tommy Lee Jones (Lincoln)
  • Alan Arkin (Argo)

Atriz coadjuvante

  • Sally Field (Lincoln)
  • Anne Hathaway (Os Miseráveis)
  • Jacki Weaver  (O Lado Bom da Vida)
  • Helen Hunt (The Sessions)
  • Amy Adams (O Mestre)

Filme estrangeiro

  • “Amour”
  • “No”
  • “War witch”
  • “A royal affair”
  • “Kon tiki”

» Previsões para o Oscar 2011 (Apostas)

MELHOR FILME

Leva: A Rede Social

Pode ser: O Discurso do Rei

Gostaria se ganhasse: A Origem


MELHOR ATOR

Leva: Colin Firth por O Discurso do Rei

Pode ser: Jesse Eisenberg por A Rede Social

Gostaria se ganhasse: Javier Bardem por Biutiful

MELHOR ATRIZ

Leva: Natalie Portman por Cisne Negro

Pode ser: Annette Bening por Minhas Mães e Meu Pai

Gostaria se ganhasse: Natalie Portman por Cisne Negro

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Leva: Christian Bale por O Vencedor

Pode ser: Geoffrey Rush por O Discurso do Rei

Gostaria se ganhasse: Christian Bale por O Vencedor

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Leva: Hailee Steinfeld por Bravura Indômita

Pode ser: Melissa Leo por O Vencedor

Gostaria se ganhasse: Jacki Weaver por Reino Animal

 

MELHOR DIREÇÃO

Leva: David Fincher por A Rede Social

Pode ser: Tom Hooper por O Discurso do Rei

Gostaria se ganhasse: Darren Aronofsky por Cisne Negro

 

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Leva: A Origem: Christopher Nolan

Pode ser: O Discurso do Rei: David Seidler

Gostaria se ganhasse: A Origem: Christopher Nolan

 

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Leva: A Rede Social: Aaron Sorkin

Pode ser: Inverno da Alma: Debra Granik por Anne Rosellini

Gostaria se ganhasse: A Rede Social: Aaron Sorkin

 

MELHOR ANIMAÇÃO

Leva: Toy Story 3: Lee Unkrich

Pode ser: O Mágico: Sylvain Chomet

Gostaria se ganhasse: Como Treinar o Seu Dragão: Dean DeBlois, Chris Sanders

 

MELHOR FILME DE LÍNGUA ESTRANGEIRA

Leva: Em um Mundo Melhor: Susanne Bier (Dinamarca)

Pode ser: Incendies: Denis Villeneuve (Canadá)

 

MELHOR FOTOGRAFIA

Leva: Bravura Indômita: Roger Deakins

Pode ser: Cisne Negro: Matthew Libatique

Gostaria se ganhasse: A Origem: Wally Pfister

 

MELHOR MONTAGEM (EDIÇÃO)

Leva: A Rede Social: Kirk Baxter, Angus Wall

Pode ser: O Discurso do Rei: Tariq Anwar

Gostaria se ganhasse: Cisne Negro: Andrew Weisblum

 

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

Leva: A Origem: Guy Hendrix Dyas, Larry Dias, Douglas A. Mowat

Pode ser: Bravura Indômita: Jess Gonchor, Nancy Haigh

Gostaria se ganhasse: A Origem: Guy Hendrix Dyas, Larry Dias, Douglas A. Mowat

 

MELHOR FIGURINO

Leva: O Discurso do Rei: Jenny Beavan

Pode ser: Alice no País das Maravilhas: Colleen Atwood

Gostaria se ganhasse: Alice no País das Maravilhas: Colleen Atwood

 

MELHOR MAQUIAGEM

Leva: O Lobisomem: Rick Baker, Dave Elsey

Pode ser: Minha Versão para o Amor: Adrien Morot

Gostaria se ganhasse: O Lobisomem: Rick Baker, Dave Elsey

 

MELHOR TRILHA SONORA

Leva: A Rede Social: Trent Reznor, Atticus Ross

Pode ser: A Origem: Hans Zimmer

Gostaria se ganhasse: A Rede Social: Trent Reznor, Atticus Ross

 

MELHOR CANÇÃO

Leva: Enrolados: Alan Menken, Glenn Slater (“I See the Light”)

Pode ser: Toy Story 3: Randy Newman (“We Belong Together”)

Gostaria se ganhasse: Enrolados: Alan Menken, Glenn Slater (“I See the Light”)

 

MELHOR MIXAGEM DE SOM

Leva: A Origem: Lora Hirschberg, Gary Rizzo, Ed Novick

Pode ser: A Rede Social: Ren Klyce, David Parker, Michael Semanick, Mark Weingarten

Gostaria se ganhasse: A Origem: Lora Hirschberg, Gary Rizzo, Ed Novick

 

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

Leva: A Origem: Richard King

Pode ser: Tron: O Legado: Gwendolyn Yates Whittle, Addison Teague

Gostaria se ganhasse: A Origem: Richard King

 

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Leva: A Origem: Chris Corbould, Andrew Lockley, Pete Bebb, Paul J. Franklin

Pode ser: Além da Vida: Michael Owens, Bryan Grill, Stephan Trojansky, Joe Farrell

Gostaria se ganhasse: A Origem: Chris Corbould, Andrew Lockley, Pete Bebb, Paul J. Franklin

» Indicados ao Oscar 2011 – Comentários

MELHOR FILME

127 Horas

Cisne Negro

O Vencedor

A Origem

Minhas Mães e Meu Pai

O Discurso do Rei

A Rede Social

Toy Story 3

Bravura Indômita

Inverno da Alma

Comentário: Dessa vez pude conferir todos os filmes indicados ao Oscar nessa categoria e no geral não tenho muito o que reclamar, tendo em vista que todos são ótimos filmes. Porém, mesmo contra a maré, tenho ressalvas quanto a presença de Toy Story 3 e Minhas Mães e Meu Pai. O primeiro não é tudo isso que se fala, é um bom filme, reconheço, mas ainda falta muito pra ser o melhor da Pixar. O segundo é um filme somente mediano que tem seu poder nas atuações e nada mais, esquecível ao extremo.

MELHOR ATOR

Javier Bardem por Biutiful

Jeff Bridges por Bravura Indômita

Jesse Eisenberg por A Rede Social

Colin Firth por O Discurso do Rei

James Franco por 127 Horas

Comentário: Creio que a surpresa da vez tenha sido por Javier Bardem concorrendo por Biutiful. Digo surpresa por causa das tendências em outra premiações, mas não tenho qualquer dúvida da competência desse ator que já nos provou em diversos filmes. Sinceramente, ainda que digam que isso é particularidade dos Coen, não vejo nada demais no trabalho de Bridges que é por vezes bastante caricato. Franco também meio que caiu de para-quedas, tem um ótimo futuro, mas não por 127 horas que mereceria ganhar. E Colin mostrou que não foi pura sorte sua indicação ano passado e tenho uma sensação que ninguém tira a estatueta dele.


MELHOR ATRIZ

Annette Bening por Minhas Mães e Meu Pai

Nicole Kidman por Reencontrando a Felicidade

Jennifer Lawrence por Inverno da Alma

Natalie Portman por Cisne Negro

Michelle Williams por Blue Valentine

Comentário: Ok. Mais um ano que Juliane Moore é completamente esnobada pela Academia. Sua atuação em Minhas Mães e Meu Pai é até melhor que a de Benning. Queria muito que ela estivesse no lugar da própria ou até mesmo de Nicole que está somente bem em Habbit Hole. Com essas indicações, acredita que a força fique entre Portman e Lawrence, ainda que aquela tenha mais chances.

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Christian Bale por O Vencedor

John Hawkes por Inverno da Alma

Jeremy Renner por Atração Perigosa

Mark Ruffalo por Minhas Mães e Meu Pai

Geoffrey Rush por O Discurso do Rei

Comentário: Tudo bem que Renner vem se mostrando um cara bem talentoso, porém pra mim sua indicação é um completo exagero assim como a de Mark Ruffalo que não está nada mais do que bem, neste longa. Como assim não ter Andrew Garfield indicado? Como assim acreditar que qualquer um dos dois citado anteriormente são superiores a este em A Rede Social, isso é péssimo, porque de todos os filmes que fez ano passado, esse é o que sua atuação merece mais destaque. Os demais estão de forma merecidíssima concorrendo, porém Bale é o mais forte.

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Amy Adams por O Vencedor

Helena Bonham Carter por O Discurso do Rei

Melissa Leo por O Vencedor

Hailee Steinfeld por Bravura Indômita

Jacki Weaver por Reino Animal

Comentário: Eu vi O Vencedor e pra seu maior mérito encontra-se nas atuações e nada mais. Mais por Melissa Leo e Bale do que por qualquer outro. Amy Amams é uma linda, eu sei, mas indicá-la por esse filme já é forçar demais a barra. Preciso ver Animal Kingdom. Gosto de Hailee Steinfeld em Bravura Indômita, porém não tenho tanta certeza se deveria ser indicada.

 

MELHOR DIREÇÃO

Darren Aronofsky por Cisne Negro

Ethan Coen por Joel Coen por Bravura Indômita

David Fincher por A Rede Social

Tom Hooper por O Discurso do Rei

David O. Russell por O Vencedor

Comentário: Essa é a parte mais falha do Oscar. Acho que a direção é o verdadeiro reconhecimento que um filme pode ter. se trata do todo, se trata da harmonia e isso deve ser feito com muita responsabilidade para que os reconhecimentos venham. Impossível dizer que Nolan em A Origem não foi responsável ao longo de todo o filme. Ser capaz de harmonizar Montagem, Trilha, Atuações, Direção de Arte e tudo o mais prova o quão capaz ele é, o quão bom permite ser em sua posição. A sua não indicação, é a prova de que algo está errado. Não consigo ver nada demais na direção de David O. Russell, ela só ok, nada mais. Ainda que muitos digam que não, mas foi esse último que tomou a vaga de Nolan. Mas não se preocupa não, Nolan, o tempo mostrará quem tá com a razão.

 

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Another Year: Mike Leigh

O Vencedor: Scott Silver por Paul Tamasy por Eric Johnson por Keith Dorrington

A Origem: Christopher Nolan

Minhas Mães e Meu Pai: Lisa Cholodenko por Stuart Blumberg

O Discurso do Rei: David Seidler

Comentário: De certa forma gostei das indicações porque entendo que podem dar mais força para a vitória de A Origem. Talvez a pedra no sapato fique por conta de O Discurso do Rei.

 

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

127 Horas: Danny Boyle por Simon Beaufoy

A Rede Social: Aaron Sorkin

Toy Story 3: Michael Arndt por John Lasseter por Andrew Stanton por Lee Unkrich

Bravura Indômita: Joel Coen por Ethan Coen

Inverno da Alma: Debra Granik por Anne Rosellini

Comentário: Inverno da Alma ter sido indicado, só prova a grandeza desse longa que não só nos entrega uma grande atuação de sua protagonista como também uma história densa e bem estruturada. Para mim, quem caiu de pára-quedas aí sem qualquer necessidade foi Toy Story.

 

MELHOR ANIMAÇÃO

Como Treinar o Seu Dragão: Dean DeBlois, Chris Sanders

O Mágico: Sylvain Chomet

Toy Story : Lee Unkrich

 

MELHOR FILME DE LÍNGUA ESTRANGEIRA

Biutiful: Alejandro González Iñárritu (México)

Kynodontas: Giorgos Lanthimos (Grécia)

Em um Mundo Melhor: Susanne Bier (Dinamarca)

Incendies: Denis Villeneuve (Canadá)

Fora da Lei: Rachid Bouchareb (Argélia)

 

MELHOR FOTOGRAFIA

Cisne Negro: Matthew Libatique

A Origem: Wally Pfister

O Discurso do Rei: Danny Cohen

A Rede Social: Jeff Cronenweth

Bravura Indômita: Roger Deakins

 

MELHOR MONTAGEM (EDIÇÃO)

127 Horas: Jon Harris

Cisne Negro: Andrew Weisblum

O Vencedor: Pamela Martin

O Discurso do Rei: Tariq Anwar

A Rede Social: Kirk Baxter, Angus Wall

Comentário: Depois de direção, essa é a categoria mais falha do Oscar 2011. A Origem era pra ser indicada e tornar-se aquela com mais chances de ganhar, porque um dos grandes méritos desse filme está justamente na sua edição, minuciosamente trabalhada. Me desculpa, mas cada vez me convenço mais que O Vencedor é o The Blind Side desse ano.

 

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

Alice no País das Maravilhas: Robert Stromberg, Karen O’Hara

Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1: Stuart Craig, Stephenie McMillan

A Origem: Guy Hendrix Dyas, Larry Dias, Douglas A. Mowat

O Discurso do Rei: Eve Stewart, Judy Farr

Bravura Indômita: Jess Gonchor, Nancy Haigh

 

MELHOR FIGURINO

Alice no País das Maravilhas: Colleen Atwood

Io sono l’amore: Antonella Cannarozzi

O Discurso do Rei: Jenny Beavan

The Tempest: Sandy Powell

Bravura Indômita: Mary Zophres

 

MELHOR MAQUIAGEM

Minha Versão para o Amor: Adrien Morot

Caminho da Liberdade: Edouard F. Henriques, Greg Funk, Yolanda Toussieng

O Lobisomem: Rick Baker, Dave Elsey

Comentário: Esperava que Harry Potter fosse indicado nessa categoria.

 

MELHOR TRILHA SONORA

127 Horas: A.R. Rahman

Como Treinar o Seu Dragão: John Powell

A Origem: Hans Zimmer

O Discurso do Rei: Alexandre Desplat

A Rede Social: Trent Reznor, Atticus Ross

Comentário: Outra ausência bastante considerável pra mim foi a trilha sonora de Tron: O Legado por Daft Punk. Disparado a melhor do ano passado e foi completamente ignorada pela Academia. Queria muito ver Cisne Negro indicada nessa categoria, mas entende os critérios rígidos.

 

MELHOR CANÇÃO

127 Horas: A.R. Rahman, Rollo Armstrong, Dido (“If I Rise”)

Country Strong: Tom Douglas, Hillary Lindsey, Troy Verges (“Coming Home”)

Enrolados: Alan Menken, Glenn Slater (“I See the Light”)

Toy Story 3: Randy Newman (“We Belong Together”)

 

MELHOR MIXAGEM DE SOM

A Origem: Lora Hirschberg, Gary Rizzo, Ed Novick

O Discurso do Rei: Paul Hamblin, Martin Jensen, John Midgley

Salt: Jeffrey J. Haboush, William Sarokin, Scott Millan, Greg P. Russell

A Rede Social: Ren Klyce, David Parker, Michael Semanick, Mark Weingarten

Bravura Indômita: Skip Lievsay, Craig Berkey, Greg Orloff, Peter F. Kurland

Comentário: Mixagem de Som para A Rede Social, oi?


MELHOR SOM

A Origem: Richard King

Toy Story 3: Tom Myers, Michael Silvers

Tron: O Legado: Gwendolyn Yates Whittle, Addison Teague

Bravura Indômita: Skip Lievsay, Craig Berkey

Incontrolável: Mark P. Stoeckinger

 

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Alice no País das Maravilhas: Ken Ralston, David Schaub, Carey Villegas, Sean Phillips

Harry Potter e as Relíquias da Morte –  Parte 1: Tim Burke, John Richardson, Christian Manz, Nicolas Aithadi

Além da Vida: Michael Owens, Bryan Grill, Stephan Trojansky, Joe Farrell

A Origem: Chris Corbould, Andrew Lockley, Pete Bebb, Paul J. Franklin

Homem de Ferro 2: Janek Sirrs, Ben Snow, Ged Wright, Daniel Sudick

Comentário: ALém da Vida é um filme bem, mas bem ruim. Porém louvo seus efeitos visuais que são realmente incríveis nos seus minutos iniciais. A indicação basta, assim como a de Harry Potter. Quero ver Inception levando.

» Cerimônia do Globo de Ouro 2011 – Comentários

Acredito que ao contrário do último ano, esse Globo de Ouro não foi tão surpreendente assim, ainda que eu não queira me conformar com algumas coisas. A apresentação de Ricky Gervais esse ano foi bem melhor, mais sucinta e com umas piadas mas amenas porém ainda fortes coisa que nunca acho lá muito saudável. As premiações também não foram algo de nos deixar de boca caída, apesar de achar A Rede Social um filme ótimo, não consigo deixar de lado a grandeza que A Origem tem sobre os espectadores e que, estranhamente, foi esquecido pelos votantes do Golden Globe. Ao menos como diretor ou roteirista Chistopher Nolan merecia levar um prêmio, fato que não aconteceu e que pra mim é realmente uma pena e que comprova que quem faz do filme um clássico é o público e não a premiação.

A minha surpresa ficou por conta de Melissa Leo que levou como Atriz coadjuvante, o que adorei porque acreditei que Amy Adams levava. Atores e atrizes que já fizeram ótimos trabalhos recentes tendem a manter o nível ao menos por um tempo, fato que também aconteceu com Colin Firth e que o entregou um prêmio mais do que merecido. E finalmente Bale consegue levar adiante uma atuação digna de prêmios o que o deixa mais forte ainda pra a indicação e posterior premiação no Oscar como coadjuvante.

Ps.: Na parte de TV eu só preciso dizer que fiquei muito feliz de ver Steve Buscemi ganhando por Boardwalk Empire e essa série ganhando em sua categoria. Definitivamente, muito merecido.

» Indicados ao Globo de Ouro 2011 – Cinema (apostas)

Como já era de se esperar (ainda que tardiamente), eu estou postando a minhas apostas para os ganhadores do Globo de Ouro que ocorrerá hoje, dia 16/01, às 22h. Realmente não sou o mestre em suposições, mas tento me basear nos últimos prêmios que os indicados vem ganhando e assim apostar, mas como o próprio nome diz é uma aposta, e está perfeitamente sujeita a erros. Ainda mais se tratando de Globo de Ouro que é uma premiação extremamente inexplicável. A legenda é a seguinte: O que estiver sublinhado é o que acredito que ganhe e o qu estiver em itálico é o que acredito ser uma alternativa. Ok? Vamos deixar de lero-lero e ir para o que interessa:

Melhor Filme – Drama

O Discurso do Rei
Vence:A Rede Social
Alternativa: • A Origem
Cisne Negro
O Vencedor

Melhor Filme – Comédia/Musical

Burlesque
RED: Aposentados e Perigosos
Alice no País das Maravilhas
Vence: ♦ Minhas Mães e Meu Pai
Alternativa: • O Turista

Melhor Diretor

Alternativa: • David Fincher (A Rede Social)
Darren Aronofsky (Cisne Negro)
Vence: ♦ Christopher Nolan (A Origem)
Tom Hooper  (O Discurso do Rei)
David O. Russell (O Vencedor)

Melhor Roteiro

127 Horas
Minhas Mães e Meu Pai
O Discurso do Rei
Alternativa: • A Rede Social
Vence: ♦ A Origem

Melhor Ator – Drama

James Franco (127 Horas)
Mark Wahlberg  (O Vencedor)
Vence: ♦ Colin Firth (O Discurso do Rei)
Ryan Goslyng (Blue Valentine)
Alternativa: • Jesse Eisenberg (A Rede Social)

Melhor Ator – Comédia/Musical

Johnny Depp (Alice no País das Maravilhas)
Johnny Depp (O Turista)
Alternativa: • Paul Giamatti (Barney’s version)
Jake Gyllenhaal (Amor e Outras Drogas)
Vence: ♦ Kevin Spacey (Casino Jack)

Melhor Atriz – Drama

Halle Berry (Frankie and Alice)
Vence: ♦ Natalie Portman (Cisne Negro)
Michelle Williams (Blue Valentine)
Jennifer Lawrence (Winter’s Bone)
Alternativa: Nicole Kidman (Rabbit Hole)

Melhor Atriz – Comédia/Musical

Vence: ♦ Annete Bening (Minhas Mães e Meu Pai)
Anne Hathaway (Amor e Outras Drogas)
Angelina Jolie (O Turista)
Alternativa: • Julianne Moore (Minhas Mães e Meu Pai)
Emma Stone (A Mentira)

Melhor Ator Coadjuvante

Vence: ♦ Christian Bale (O Vencedor)
Alternativa: • Andrew Garfield (A Rede Social)
Geoffrey Rush (O Discurso do Rei)
Jeremy Renner (Atração Perigosa)
Michael Douglas (Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme)

Melhor Atriz Coadjuvante

Melissa Leo (O Vencedor)
Vence: ♦ Amy Adams (O Vencedor)
Alternativa: • Mila Kunis (Cisne Negro)
Helena Bonham Carter (O Discurso do Rei)
Jacki Weaver (Animal Kingdom)

Melhor Animação

Meu Malvado Favorito
The Illusionist
Alternativa: • Como Treinar o Seu Dragão
Enrolados
Vence: ♦ Toy Story 3

Melhor Trilha Sonora

A.R. Rahman (127 Horas)
Alexandre Desplat (O Discurso do Rei)
Alternativa: • Hans Zimmer (A Origem)
Danny Elfman (Alice no País das Maravilhas)
Vence: ♦ Trent Reznor e Atticus Ross (A Rede Social)

Melhor Canção

Bound to You (Burlesque)
Alternativa: • Coming Home (Country Song)
I See the Light (Enrolados)
There’s a Place for Us (As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada)
Vence: ♦ You Haven’t Seen the Last of Me (Burlesque)

Melhor Filme Estrangeiro

Vence: ♦ Biutiful (México/Espanha)
Alternativa: • The Concert (França)
The Edge (Rússia)
I Am Love (Itália)
In a Better World (Dinamarca)

» Top 10 – Filmes de 2010

Acabou o ano de 2010 e com isso uma leva de filmes que foram vistos ao longo do ano. Alguns foram uma total decepção, outros foram uma grata surpresa e só me fizeram ficar mais empolgado pra escrever e pra ver mais filmes. Assim, procurei eleger (como no ano passado) quais foram os 10 melhores filmes do ano que passou e realmente não foi nada fácil. Muitos longas que eu gostei bastante tiveram que ficar de fora. Porém no geral eu gostei dessa lista, está bem diversificada e o cinema nacional e o não-hollywoodiano também fizeram parte dela, o que prova que não dependemos só de uma mesma indústria. Segue abaixo por ordem de preferência:

10. Direito de Amar
10. Direito de Amar de Tom Ford

Direito de Amar pode ter todos os aspectos maravilhosos do mundo (e, realmente, tem), mas nenhum se compara ao perfeito desempenho de Colin Firth. Ele é a alma do filme e desempenha um papel espetacular, onde não existe espaço para cenas fora de tom. Firth é impecável na composição e se justiça existisse nesse mundo, ele deveria levar todos os prêmios possíveis por sua atuação” (Matheus Chenowith – Cinema e Argumento).

 

09. O Segredo dos Seus Olhos de Juan José Campanella

“Um filme sensacional. Um suspense que prende a atenção do começo ao fim. Belíssimas cenas que se entrelaçam a uma trama sufocante e surpreendente que até o espectador mais atento possível não consegue ter palavras concretas do que realmente sentiu. Um filme emocionante. Porém maior emoção ainda é compartilhar esse mesmo sentimento com o publico que aplaude de pé e que sabe reconhecer a potencialidade, a sensibilidade e paixão dos realizadores ao seu projeto que não consegue ser mais um filme comum e sim uma expressão pura do cinema” (João Paulo – Cine JP)

 

08. Kick Ass – Quebrando Tudo de Matthew Vaughn

“Trazendo um conceito interessante e abordado com bastante profissionalismo, Matthew Vaughn realiza um trabalho imersível e revigorante no gênero. Mesclando humor, cultura pop e muita violência tarantiniana, o cineasta faz de Kick-Ass – Quebrando Tudo uma obra original de metalinguagem que presta uma verdadeira homenagem aos fãs e profissionais dos quadrinhos” (Wanderley Teixeira – Raining Frogs)

07. As Melhores Coisas do Mundo de Laís Bodanzky

“’As Melhores Coisas do Mundo’ é um filme diferenciado, especialmente pelo fato de que sabe captar bem os anseios, a linguagem e as complicações de uma fase que é muito chata. Só sabe mesmo quem já esteve na pele da maioria dos personagens jovens que vemos em tela e acredito que muitos de nós irão se identificar com os conflitos que eles vivem. Seria interessante, aliás, que os jovens brasileiros assistissem a uma obra dessas, ao invés de se ligarem em algo do tipo ‘Malhação’”. (Kamila Azevedo – Cinéfila por Natureza)

06. Mary e Max – Uma Amizade Diferente de Adam Elliot

“A concepção visual de “Mary e Max” é fantástica e ecoa importantes significados no entendimento da história. O mundo de Mary é mergulhado em uma cor enferrujada, predominante ocre, quase monocromático e que aposta em uma paleta de cores apagada. A Nova York de Max é composta por cores neutras, um preto e branco imperativo, que denuncia o incômodo que é para o personagem morar na Big Apple. São essas singelezas que enriquecem o filme; são detalhes que não são escancarados e detém grande importância sobre a narrativa” (Elton Telles – Pós.Première)

05. Ilha do Medo de Martin Scorsese

Ilha do Medo é um dos mais completos estudos cinematográficos já feitos sobre a mente humana. Se é sobre ser normal ou louco, pouco importa. Aliás, volta e meia a questão vem à tona: O que é ser normal? É uma pergunta difícil, afinal cada um tem suas diferenças para se estabelecer um padrão. E como é possível cobrar comportamento exemplar do cidadão quando o Estado lava as mãos?” (Otávio Almeida – Hollywoodiano)

04. A Rede Social de David Fincher

“Não há maior paradoxo e ironia do que o criador de um site de relacionamentos que reúne 500 milhões de usuários em todo o mundo não possuir um amigo sequer. A fantástica conclusão, pontuada pela canção ‘Baby, You’re a Rich Man’ dos Beatles, sublinha com veemência esta realidade. Talvez a tais redes sociais tivessem na designação ‘redes de solitários’ uma definição mais feliz.” (Fábio Henrique Carmo – Cinema com Pimenta)

03. Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1 de David Yates

“Esse filme, por si só, pode não ser bem visto àqueles que não compreendem bem toda a saga do bruxo. Ou seja, isoladamente, Harry Potter e as Relíquias da Morte não vai funcionar. Porém, para aqueles que já estão de certa forma entrosados com a jornada, vai ter a sua frente um desfrute de mais de duas horas em tela, porque, além de tudo, esse início da última batalha foi dedicado aos fãs.” (Luis Galvão – Galvanismo & Arte Fluida)

02. Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora é Outro de José Padilha

“‘Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora É Outro’ é um tapa na cara, um soco no estômago, aquela chacoalhada de consciência. Não no sentido clichê, piegas, mas num sentido que choca, até por facilmente poder ser relacionado com a realidade. A violência do primeiro filme continua, mas agora de uma forma não-gratuita. Tudo no longa tem um porquê, tudo ali se faz necessário.” (Alexsandro Vasconcelos – Diorama)

1. A Origem de Christopher Nolan

“É complexo falar de um filme em que várias emoções se fundem numa só, mas que ao mesmo tempo consegue invadir as nossas expressões faciais de acordo com cada segundo de pura ação – ou suspense – que passa na nossa frente. É complexo também falar de uma película que sabe manipular perfeitamente bem os pensamentos das pessoas e que não necessita ter que mastigar sua história – não tão simples – para o espectador a todo momento  e que tem total segurança de que, ainda assim, é possível que todos compreendam. Acredito que, antes de tudo, formar uma história que trabalhe com argumentos sólidos e, ao mesmo tempo, surreais não se pode ser feita do dia para noite.” (Robson Saldanha – Portal Cine)

Menções honrosas: | A Estrada | Abutres | Atração Perigosa | O Escritor Fantasma | O Garoto de Liverpool | O Pequeno Nicolau | Senna | Scott Pilgrim Contra o Mundo | Tron: O Legado | Zumbilândia |

» As 10 Melhores Atuações Masculinas da Década, por Robson Saldanha

Como prometido, agora segue a lista das 10 Melhores Atuações Masculinas da Década. Os nove primeiros estão dentro da pré-lista enviada pela Sociedade dos Blogueiros Cinéfilos, no entanto, adicionei Emile por achar que ele merece está na lista, pelo menos na minha.

1º) HEATH LEDGER por Batman - O Cavaleiro das Trevas (2008)

2º) DANIEL DAY-LEWIS por Sangue Negro (2007)

3º) JAVIER BARDEM por Onde os Fracos Não Tem Vez (2007)

4º) CHRISTOPH WALTZ por Bastardos Inglórios (2009)

5º) COLIN FIRTH por Direito de Amar (2009)

6º) RUSSELL CROWE por Uma Mente Brilhante (2001)

7º) SEAN PENN por Milk - A Voz da Igualdade (2008)

ED HARRIS por As Horas (2002)

8º) ED HARRIS por As Horas (2002)

9º) RODRIGO SANTORO por Bicho de Sete Cabeças (2001)

10º) EMILE HIRSCH por Natureza Selvagem (2007)

P.s.: O que eu gostaria de deixar claro é que as atuações escolhidas na lista abaixo, são feitas de acordo com os filmes que EU vi. Portanto, sei que muitos faltariam nessa lista, contudo como não conferi seus referidos filmes não posso opinar, concordam?